CSW
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos

Carretel para Transformador de Ferro

Atualmente, existem diversos carretéis padrão para a confecção de transformadores de chapas de ferro silício, sendo que o melhor é adaptar os transformadores para estes carretéis, facilitando assim a montagem dos equipamentos.

Porém, se necessário, é possível escolher o tipo de carretel para transformador de ferr, antes de tudo, é preciso ter em mente a seção geométrica do núcleo (Sg), para que possamos calcular a altura ou empilhamento das chapas.

Porque escolher carretel para transformador de ferro?

Ao fazermos a escolha exata do carretel para transformador de ferro, devemos adotar um que tenha a seção geométrica próxima da calculada, caso o carretel para transformador de ferro tenha uma seção geométrica maior do que a calculada é possível colocar duas chapas empilhadas para que o núcleo fique firme, mas de preferência, sempre use o menor carretel para transformador de ferro possível.

O carretel para transformador de ferro em si é um objeto em torno do qual o fio é enrolado para fabricação do trasformador.

Normalmente tem um núcleo de bobina cilíndrica ou quadrada e paredes nas laterais para reter o material enrolado em volta do núcleo, embora outros itens possam ser montados sobre ele e possam existir apertos para transformar mecanicamente a bobina.

A bobina é qualquer fio ou condutor elétrico enrolado em sua própria superfície ou também pode ser enrolada em uma superfície condutora. A sua maior aplicação é produzir magnetismo tornando-a também um eletroímã, assim a transformando-se em um indutor que ter por função o armazenamento de energia, gerando um campo magnético.

As medidas do carretel para transformador de ferro devem ser equivalentes as da seção transversal do núcleo, havendo folgas necessárias, pois na montagem o núcleo será fixado no carretel para transformador de ferro.

Há também o enrolamento, que quanto maior sua quantidade de fios bem como sua espessura, maior será sua potência, que é formado por diversas espiras que geralmente são feitas com cobre eletrolítico e uma camada de verniz sintético que funciona como isolante.

No caso de enrolamentos duplos, é normal denominá-los de enrolamento primário e secundário.

Sendo assim, o carretel para transformador de ferro é uma parte essencial nos transformadores, pois acaba por unir todos os componentes que o constitui. É importante para que aumente e seja delineado o peso da condutividade eletrônica dos aparelhos elétricos.