CSW
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos
  • Indústria e Comércio de Artefatos de Plásticos

Carretel para Bobina

Os transformadores são dispositivos usados para alterar os valores de tensão e corrente dos sistemas elétricos.

Além disso, eles atuam na impedância dos circuitos, os transformadores podem mudar a capacidade que um circuito elétrico tem de resistir ao fluxo de uma corrente, quando determinada tensão elétrica é aplicada em seus terminais.

Entre as partes mais importantes está uma peça de ferro, denominada de núcleo do transformador, ao redor do qual são enroladas duas bobinas. Em uma dessas bobinas é posta a tensão elétrica que se quer transformar, isto é, que se pretende diminuir ou aumentar.

A bobina com tal finalidade é referida como bobina primária ou ainda como enrolamento primário. Após ser transformada, a tensão é aplicada nos terminais da segunda bobina, que é chamada de bobina secundária ou enrolamento secundário. Por isso, o carretel para bobina de transformador é um acessório de grande importância para o funcionamento desses aparelhos. Confira como se dá a montagem do equipamento.

As funções do carretel para bobina de transformador

O carretel para bobina de transformador precisa levar em consideração o empilhamento exigido pelo equipamento. Ele também pode ser feito de diferentes materiais, que apresentam vantagens e limitações. Sendo assim, o ideal é que o carretel para bobina de transformador seja escolhido conforme a demanda de utilização. O transformador deve calculado para se adaptar a partir dos componentes e facilitar, assim, as fases posteriores de confecção. Para simplificar seleção, é importante ressaltar que existe um padrão de carretel para bobina de transformador disponível no mercado. De modo geral, essas peças são feitas de chapas de ferro silício. Na próxima etapa, será feita a montagem dos trafos.

O carretel para bobina de transformador é fundamental para o enrolamento, que garante o bom desempenho do dispositivo elétrico. A primeira bobina é enrolada inicialmente no carretel. Em seguida, faz-se o mesmo com o enrolamento secundário. Junto como núcleo, que apresenta tamanhos variados, eles formam a estrutura principal desse item elétrico. É após os enrolamentos passarem pelo carretel para bobina de transformador que os fios são finalmente conectados. Esses fios representam a entrada e a saída das duas bobinas.